Buddha Quotes

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Bolo de Aniversário!


Desejando que todos tenham passado um óptimo Natal, venho, finalmente e tendo um tempinho livre, fazer um post não sobre doces de Natal (que diga-se de passagem não são o meu forte), mas de aniversário. Sim, porque na minha vida, Dezembro não é só o mês em que o menino Jesus faz anos, mas sim uma série de outras pessoas, entre as quais o meu irmão.
É incrível como o tempo passa. Entre correria de preparativos para as festas e novos projectos, o tempo vai passado, mas cá está este bolo feito no início do mês.
A receita não é novidade, podemos vê-la aqui. Claro que aproveitei apenas a receita do bolo, não é a primeira vês que o faço, até porque sei que me dá um bolo alto e bonito! Como cobertura utilizei chocolate de cozinha derretido em banho maria e decorei com maltesers. Não fiquei muito contente com a cobertura, o chocolate solidificava muito depressa e não me permitia barrar devidamente, mas sugeriram-me misturar natas ao chocolate - quando passar o enjoo dos doces das festas hei-de experimentar. Mas, acho que não ficou mau de todo!

Se não houver oportunidade para mais posts este ano deixo votos de Feliz Ano Novo, com muita felicidade e realização de desejos!

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Rotti de porco


Querem fazer um rotti mais baratinho que o comprado no supermercado e ainda escolherem o recheio?
Comprem carne picada da vossa preferência, juntem-lhe um ovo, cebola picada e salsa, misturem tudo muito bem com os temperos desejados( usei sal, pimenta e noz moscada) e formem uma bola.  Depois, com a ajuda de papel vegetal ou folha de alumínio por baixo(para não colar), estendam a bola numa base ou bancada e vão moldando com as mãos ou rolo da massa para ir fazendo uma espécie de rectângulo com essa mistura de carne picada.
Está na hora de fazer o recheio. Escolham o recheio da vossa preferência : queijo e fiambre, legumes, alheira ou farinheira.... Eu coloquei por cima do rectângulo de carne fatias de queijo, cenoura ralada e um restinho de espinafres que tinha no frigorífico. Certifique-se que não coloca demasiado recheio para depois conseguir unir os bordos do rectângulo e fechá-lo como um rolo.  Se tiverem a tal folha de papel vegetal por baixo a tarefa está muito facilitada pois é só fazê-lo com o papel e apertar/moldar o rolo nas nossas mãos sem colar.
Vai ao forno (sem a folha em que foi enrolado) a cerca de 200ºC até estar tudo bem cozinhado. Acompanhe com batata assada ou uma boa salada.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Scones inesperados

Como sempre, aproveito ao Domingo (dia inteiro de "vazio" na electricidade) para passar a ferro. Depois da tarefa que a maior parte das donas de casa detesta, apetecia-me algo reconfortante para o lanche, mas que me desse pouco trabalho a fazer. Uma das receitas do "Feito em casa" estava destinada para uma ocasião como esta. O resultado superou largamente as minhas expectativas: pãozinho doce, suave e macio que ia bem mesmo sem qualquer manteiga ou doce. Esperava eu ter algum scone para o pequeno almoço do outro dia, mas não ficou nem migalhas para contar história!



Ingredientes:
- 1 + 2/3 chávena de farinha
- 2 colheres de sopa de açúcar
-1 colher de sopa de fermento em pó
-2 colheres de sopa de mantiega derretida
-1 iogurte natural (não tinha, usei um de morango ficou bom na mesma)
-2 colheres de sopa de leite

Colocar todos os ingredientes numa taça, misturando tudo muito bem com uma colher de pau. Eu pessoalmente adicionei mais leite que o que vinha na receita, talvez a minha medida de chávena fosse maior o que fazia precisar de mais líquido para a mistura.
Retirar colheradas de massa para um tabuleiro forrado com papel vegetal , devidamente espaçadas e levar ao forno a 180ºC durante cerca de 15 minutos.

Receita retirada de "Feito em casa" - Joana Roque, página 38.

P.S: Será que já deu para perceber que esta menina "mora" na minha cozinha?!;) As referências a ela são tantas....
P.S 2: Para a próxima penso adicionar à massa pepitas de chocolate!

sábado, 8 de dezembro de 2012

Decorações de Natal caseiras

E pronto, lá me convenci a iniciar as decorações de Natal. Apesar de ser uma época que me agrade, confesso que já tive outra euforia para esta altura do ano. Reparei hoje que chegou a altura de evitar os shoppings (começo a sentir-me claustrofóbica lá dentro). O corre corre até à data faz-me uma certa confusão. Se bem que se torna encantador ver o pequenote a começar a vivenciar a quadra. Como ando a fugir o mais possivel do consumismo resolvi dar umas voltas pelos meus arrumos (tenho um sótão maravilhoso, com montes de arrumos, nos quais os antigos donos fizeram o favor de deixar um saco cheio de pinhas e madeira para a lareira). Juntar umas coisas daqui e dacolá e já não penso mais no assunto. Claro que a isto se junta a tradicional árvore e presépio. Mas talvez ainda me entusiasme a fazer mais enfeites...
 
 
 




Pinhas
Algum Pout Pourri
Canela
Bolas de natal
Vela
1 fruteira
1 jarro de vido
 
Tudo já existente cá em casa. Custo: 0€

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Por aqui...


Vão-se enfeitando as compotas.... Tento aproveitar todos os restinhos de fitas coloridas, berloques e bijugangas  (que já não uso) para outros fins....

 
Tudo caseirinho, como convém ;)!

Sobre a canela

 
 
Estas dicas foram tiradas da revista "Amanhecer". Achei interessante partilhar:
 
- Afastar insectos: Fazer uma solução com 1 L de álcool, 2 colheres de sopa de canela e alguns cravinhos. Deixar repousar por 3 dias, colocar num spray e borrifar pela casa.
 
 
Mas.... se já foi picado:
- Faça uma pasta  misturando uma parte de mel com duas de água morna e uma colher de chá de canela. A pasta ajuda a aliviar a dor e a comichão.
 
Para constipações:
- Fazer um chá com algumas cascas de maçã e um pau de canela num litro de água. Deixar ferver 5 minutos. Podemos adoçar com mel.
 
 
Para cheiro a fritos:
- Enquanto fritamos  podemos ferver vinagre, canela em pó e cravinho o que ajudará a eliminar o mau odor.
 
 
Para eliminar borbulhas:
- Misturar 3 colheres de sopa de mel e uma colher de chá de canela em pó até obter uma pasta. Aplicar à noite e lavar de manhã com água morna durante 15 dias. 

domingo, 2 de dezembro de 2012

Uma quiche tardia


Os Sábados, por motivos de trabalho, têm uma certa tendência para almoços tardios... por vezes tão tardios que me contento com uma sandes visto que já são é horas do lanche. Mas, apesar de ser feriado, as coisas cá por casa atrasaram-se na mesma, só que apetecia-me fazer algo diferente. Vai daí, peguei numa receita de quiche e adaptei-a (claro está) porque não tinha todos os ingredientes que lá constavam. E não é que correu bem?
 
Numa bacia coloquei cebola cortada em meias-luas, um alho picado, um restinho de bróculos perdido no frigorífico, cenoura ralada e fiambre cortado em cubinhos. Adicionei 4 ovos batidos, misturando bem, uma colher de sopa de farinha de trigo e natas... ups, afinal não havia natas, virei-me para os iogurtes, e foi mesmo um de ananás (ok, se tivesse um natural ou grego usava antes um destes). Tudo muito bem misturadinho  e devidamente temperado com sal e pimenta moida no momento, há que verter para uma forma já devidamente forrada com uma folha de massa quebrada. Levar ao forno a 180º .
Confesso que tive receio do iogurte de ananás, mas a única coisa que se sente é um ligeiríssimo aroma, não afectando de modo nenhum o sabor. Resultado: para mim ficou bem melhor que as que já tenho comido pelos shoppings (por acaso nem é uma coisa que costume apreciar desmesuradamente), de forma que grande parte dela voou num instante e não foi só por a fome "ser negra";)!

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Ahah!


É caso para dizer: "Apanhei-te!"
Após um tempo de namoro considerável mas que por um motivo ou por outro nunca o trazia comigo, desta vez não escapou!
Não querendo fazer publicidade, mas já fazendo, foi na lojinha indicada no saquinho e já repararam no selo de 50% da capa? Ficou por 10€ (desconto imediato)! Se quiserem aproveitar, corram para ir buscar o vosso ou outro que vos interesse (também deitei olhinhos ao mais recente do Jamie Oliver, mas vai ficar para a "lista do pai natal").

Aproveitamento de carnes



Ora cá está uma bela ideia que surripiei algures (Joana Roque, claro), adaptei e se revelou um sucesso!
Picar sobras de carne (no meu caso foi frango) juntamente com cebola e salsa. Cozer ovos de codorniz, descascar e moldar em volta do ovo uma bola de carne picada.
Passar por ovo e pão ralado levando a alourar na frigideira.
Bon appetit!

domingo, 25 de novembro de 2012

Bola de carne da Nádia (ou Carta a Sónia)



Cara amiga Sónia, esta é para ti que me tinhas pedido a receita!
Só a foto não é a correspondente (foi roubada.... e por acaso está mais bonita que a minha) porque a dita bola voou antes que a máquina fotográfica aparecesse.
Mas a receita é bem simples ( a bola é atribuida à Nádia porque foi ela que me ensinou):

Colocar meio saco de farinha de trigo (500 gr, portanto) numa bacia e abrir um buraco a meio. Entornar no buraco 1 cubo de levedura já desfeito num pouco de água morna e mexer muito bem. Enchemos um copo com água e vamos juntado aos poucos à mistura anterior, continuando a misturar tudo muito bem com a mão. Depois misturar um fio de leite e mexer,  e depois um fio de azeite e mexer. Tudo isto vai tornando a massa mais elástica. Um truque para não "grudar" tanto às mãos é untá-las também com azeite.
Deixar levedar colocando um pano húmido por cima. Não há grande tempo determinado, eu fiz cerca de 30 a 45minutos.
Depois, untar uma forma com manteiga (para esta quantidade não precisa ser muito grande) e espalhar a massa (elástica) lá dentro. Colocar o recheio  (fiambre, queijo, bacon, o que se quiser)  e voltar a cobrir com o que resta da massa. Pincelar a superficie com ovo. Vai ao forno a 180ºC.
Amiga, já está tarde! Se algum passo não estiver bem explicado é favor reclamar! Fora a farinha não coloquei quantidades porque é tudo muito intuitivo e a olho, consoante vás sentindo a textura e elasticidade da massa  (mole, húmida e elástica).
Beijo grande!

P. S: Não querendo ser interesseira, envia aí a receita que me falaste de croquetes de lentilhas ;)!

líquido de limpeza natural

Já anteriormente tinha referido o quanto acho o vinagre fantástico para limpezas, mas esta ideia vi no facebook:))))
É só guardar as cascas de laranja, colocá-las num recipiente (os frascos não servem só para armazenar compotas) e enchê-lo com vinagre. Deixar a mistura repousar cerca de uma semana e temos uma espécie de vinagre aromatizado. É 100% natural, funciona e eu já tenho usado e usado com bons resultados! Experimentem, não custa nada!




Sabonete líquido

Não, infelizmente não é natural, mas poderá ser uma forma de "fazer render o peixe", ou melhor, o sabonete, neste caso.
Ora, de cada vez que comprava sabonete líquido, já indo aos de 500 ml e a marcas brancas, gastava cerca de 1€ ou pouco mais. Assim sendo e aproveitando uma ideia que vi algures (lá esta a preguiça de apontar), resolvi derreter um sabonete de glicerina em 1 litro de água a ferver. No fundo acabei por ficar com mais, visto que achei muito espesso quando frio, pelo que acrescentei mais água. Vai daí, fiquei com mais de 1 litro de sabonete por cerca de 50 cêntimos.
É só arranjar um recipiente  para o guardar!

Estou de volta (ou quase)...

Após uma temporada sem aparecer, por motivos vários, lá estou eu a ver se aqueço os motores para voltar a escrever. Por vezes o trabalho não deixa (quem disse que veterinário tem vida própria?), ou quando deixa o cansaço já é tanto que supera em larga escala a vontade de imaginar o que quer que seja para escrever. Ficaram os votos de parabéns da minha colega e amiga (Obrigado querida Sónia) e algumas fotos que tirei do pouco que ia fazendo, que vou ver se vou compilando por aqui!
Não deixei de seguir os restantes blogues. Por isso é mesmo preguiça de teclar e pôr o cérebro a funcionar!

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Feliz Aniversário à Colega!

Esta mensagem é dedicada à criadora deste blogue, minha amiga e colega em vários sentidos:


Vai em Português do Brasil, mas o conteúdo reflecte bem o que me vai no coração!!! :-D

Que venham muitos mais e em que te sintas cada vez mais realizada!!! :-)

Beijos grandes e que os teus homens te ofereçam um dia bem passado! ;-)


Imagens retiradas daqui.

domingo, 7 de outubro de 2012

Lista de Mulher Prendada I

Em inglês existe uma expressão que eu gosto muito: "Busy like a bee" ("Ocupada como uma abelha").

Imagem retirada da internet
Ora é assim que eu tenho andado: bem ocupadinha, a fazer coisas aqui e acolá.

Já tenho uma resma (não literalmente, mas quase! ;-P) de coisas para publicar (como já aqui tinha anunciado), mas decidi partilhar a minha Lista de Mulher Prendada: a lista de coisas que faço cá por casa e que, aos poucos, tenciono ir aumentando! :-)
E porquê?
Porque acredito que a sustentabilidade é o caminho e quero ser o mais sustentável possível, consumindo o mínimo, produzindo o máximo e reutilizando tudo o que der!
E partilhando pode ser que inspire alguém ou quem saiba mais me dê mais dicas! :-)

Mas como até já é muita coisinha, vou fazer isto aos poucos.
Aqui vai o que diz respeito à Cozinha (como não podia deixar de ser num blogue com este nome!!!):

- reduzir o consumo de detergentes ao máximo, utilizando alternativas caseiras ou, no mínimo, detergentes ecológicos! E vejo se preciso mesmo: já não compro toalhinhas de limpeza com detergente nem 5 tipos diferentes de detergente quando o vinagre é tão versátil!!! E o bicarbonato limpa o forno que é uma maravilha!!! :-)

- reduzir o consumo de latas (prefiro os frascos de vidro, por ser um material mais ecológico, inerte - não interfere com os alimentos - e reutilizável), mas utilizar as que entram em casa para prendas de Natal (depois explico, para não estragar a surpresa!) e brincadeiras para os miúdos.

- reduzir ao máximo o consumo de produtos importados e fora de época ou que, pela sua origem ou dificuldade de eliminação, sejam pouco ecológicos (o que torna o óleo de palma uma espécie em vias de extinção na minha despensa).

- reduzir o consumo de papel: no papel para escrita, usa-se o máximo possível, escreve-se dos dois lados e junta-se tudo em bloquinhos para ser mais fácil de usar - uso-os para a lista das compras que levo comigo (para não comprar coisas por impulso que não necessite mesmo!); na cozinha, uso cada vez menos rolo de cozinha e guardanapos de papel, preferindo pedaços de pano (para limpezas), de toalhas "velhas" (para absorver a água dos alimentos a congelar depois de preparados e lavados) e guardanapos de pano.

- reduzir a quantidade de plástico que entra cá em casa (menos embalagens, usar recargas, etc.) e reutilizar o máximo que posso, o que inclui os sacos plásticos. Estes são reutilizados até ao limite, incluindo para ir às compras (para não trazer mais para casa). Entretanto guardo-os bem dobradinhos (podem ver a dobrar um aqui) e, quando já não dão para reutilizar mais, ou os uso para colocar a reciclagem do plástico (que é cada vez menos cá por casa, porque ando a reaproveitar cada vez mais coisas), ou os rasgo em pedaços pequenos para não haver perigo para os animais que os possam apanhar. E, quando aprender a tricotar, tenciono fazer isto com eles! ;-)

- reutilizar tudo quanto é vidro que entra cá em casa: os frascos são para as compotas que ando a fazer (doces de cereja, de pêssego e de ameixa, molho de tomate, tomate seco e pimento assado em conserva) e, os que não fecham direito ou não têm tampa de metal, são para guardar sementes (de abóbora, courgette, pimento, tomate, melancia, meloa, melão, etc.), clips e outras coisas pequenas, contribuindo para a futura horta (em Fevereiro já tenciono começar as sementeiras) e a arrumação em geral da casa; as garrafas com tampa de enroscar são para tudo o que for preciso (hei-de voltar a fazer azeite aromatizado) e as de cápsula são para prendas de Natal (mais uma vez, explico depois! ;-P).

- remendar/reparar o que for possível, desde electrodomésticos (basta ter um técnico de confiança - obrigada Sr. Figueiredo!!!) a toalhas, luvas, pegas e aventais (as minhas prendices nesse departamento estão a melhorar!). O que se estraga (por exemplo, uma caixa de plástico que fica sem tampa), é reutilizado noutro local (para ajudar a organizar coisas dentro duma gaveta, por exemplo) e só é reciclado se já estiver F.U.B.A.R.!

- utilizar recipientes de vidro para guardar as coisas no frigorífico (cozinho de modo a chegar para duas refeições, o que me permite poupar tempo e a comida não se deteriora - no caso da sopa dá para 3 ou 4!), e de plástico para o congelador/arca (os sacos - especialmente se forem reutilizados - não preservam tão bem, mas é preciso muito mais ginástica na arrumação...), aproveitando as sobras e o excesso de produtos que recebo dos sogrinhos (e fazendo as ditas compotas e conservas) e guardando-as para quando não houver.

- ter uma lista actualizada do conteúdo da despensa e do congelador/arca, de modo a conseguir fazer as compras dum modo mais eficiente (evitando excessos) e permitir planear as refeições com antecedência (ainda não faço ementa semanal, mas já faço para 2 ou 3 dias seguidos, e é mesmo uma grande ajuda!).

- comprar local, nacional e biológico sempre que possível, até porque poupo em muito lado, o que permite um "luxo" aqui e ali. Sigo esta lista para gastar o dinheiro de forma sensata.

- fazer pão caseiro (arranjei uma máquina de fazer pão e agora é um fartote! Ai quando começar a comprar os cereais e a fazer as minhas próprias misturas...), iogurtes caseiros (entre a iogurteira e o Kefir, chega para todos), pizzas caseiras (incluindo a massa), pasta caseira (em breve farei a minha primeira lasanha completamente caseira, desde as placas ao molho de tomate caseiro em frasco!), doces caseiros (como já disse acima, já temos vários sabores à escolha!), conservas caseiras e encher a lancheira dos miúdos com biscoitos e bolos caseiros.

- utilizar o forno para mais que um prato (quando faço uma pizza, tento fazer biscoitos também) - aproveita-se melhor o calor, poupando energia e tempo!

- preferir aparelhos manuais a electrónicos: se usarmos os nossos músculos e não electricidade, poupam-se recursos e dinheiro, e ainda ganhamos músculo! E é divertido ver como a tarefa se torna cada vez mais fácil! ;-)

Por enquanto, é tudo. Quando me lembrar de mais alguma coisa venho cá acrescentar.

E, por favor, partilhem as vossas dicas, para eu aprender mais alguma coisa, OK?
Obrigada!!! :-D

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Mini muffins de chocolate



A receita não é nova, é a do bolo de caneca! Apenas verti o conteúdo para as forminhas! Nada mau para apresentar com um cafézinho! E rápido também! Mantém-se a regra dos 3 minutos no microondas!

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Aproveitamentos de refeições

Cá em casa não costuma haver desperdício, comida deitada fora. Tento sempre reaproveitar quase no acto ou congelo para posterior consumo, "reciclagem", podendo ainda servir para levar para o trabalho!
Vou dar um exemplo de duas receitas agradáveis (não têm foto porque a boca foi mais rápida que a máquina fotográfica), em que a segunda é um aproveitamento da primeira:

Coxas de frango com caril e arroz basmati - (almoço)

Colocar vários dentes de alho picadinhos num tacho com um pouco de azeite.  Ter já frango temperado com um pouco de sal, pimentão doce, caril e um pouco de limão. Colocar o frango no tacho quando o azeite estiver quente, deitar apenas um pouco de leite normal (deforma a conseguirmos ver o frango, não o cobrindo totalmente)  e ir cozinhando em lume brando, acrescentando um pouco mais de leite à medida que vai desaparecendo. Eu sei que parece que há um eterno casamento entre o leite de côco e o caril, mas essa mistura não me puxa tanto ao paladar. Experimentei antes o leite normal e não me arrependi.
À parte e na mesma com alho picadinho em azeite, deixei o arroz basmati "fritar" um pouquinho antes de colocar água (uma dose arroz para duas de água). Deixei cozer em lume brando e juntei linguiça e ervilhas.
Resultado: As coxas de frango desapareceram, mas o arroz foi demais para as coxas e sobrou!

Tiras de perú com arroz xau xau - xau xau, porque desta vez foi todo embora! - (Jantar)

Para o jantar tinha descongelado apenas 2 bifes de perú, que para duas pessoas até chegaria, não fosse o caso do marido ser um bom garfo e faca e prato, etc, etc... ( ok, ok, eu também gosto de comer). Há que rentabilizar a coisa!
Cortar os bifes de perú às tirinhas (como se fosse para fazer strogonoff), temperá-los com limão,  raspas de gengibre (o belo do gengibre) e uma pitadinha de sal.  Colocar uma sertã ao lume com um pouquinho de margarina, só mesmo para não pegar a cozinhar e deitar lá para dentro o perú juntamente com uma latinha de cogumelos  laminados. Deixar cozinhar e regar com um pouco de molho de soja. Quando estiver pronto entornar o arroz que sobrou do almoço (lembram-se dele?) na mesma sertã e misturar tudo muito bem até aquecer o arroz. Apenas juntei á posteriori  um ovo mexido (mexido separadamente claro) e envolvi no arroz! Ficou um prato bem colorido! E não houve sobras...


quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Legumes salteados com molho de soja e sésamo

Há uns anos atrás, quase invariávelmente e por cultura familiar , que qualquer coisa que fosse cozinhada teria por acompanhamento arroz, batatas (ou ambos) ou massa.
Hoje, tal como várias outras vezes, fui buscar os vários legumes na gaveta do frigorífico, cortá-los em juliana (excepto a cenoura) e confeccioná-los!
Prepare alho picado  e azeite numa sertã para saltear os legumes. Junte um  pouco de gengibre raspado (adoro o cheiro do gengibre) e deixe saltear os legumes. Quando tenho alguns mais duros que acho que vão demorar mais a cozinhar coloco uma tampa por cima para o vapor ajudar na confecção. Junte um pouco de molho de soja. Adicionei também algumas sementes de sésamo.  Dispensa qualquer arroz ou batata!
Se quiser pode colocar cubinhos de fiambre ou bacon  para dar mais um gostinho!

 
E foi a acompanhar uns panadinhos de frango temperados com sal e limão!

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Tinha que experimentar

Certamente muita gente já viu no facebook este tipo de imagem: Um ambientador natural que afasta os mosquitos. Pois devo dizer que é facílimo de fazer, podemos usar limão ou laranja (eu usei limão), dá um efeito espectacular, um perfume delicioso e discreto e não senti qualquer mosquito (note-se que estive com a janela do quarto aberta até tarde para entrar o fresco da noite, e se há melgas, o meu ouvido supresónico ouve logo os zumbidos, para além das ferradelas! Noite tranquila!
Segue-se por imagens a maneira de o confeccionar:

 


 
(Não há cá desperdício de sumo, congelo em cuvetes de gelo e depois adiciono em refrescos, temperos, etc...)

 
E Voilá!
 


Ficou um pouco desfocada, mas acho que dá para perceber bem o efeito!

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Dicas



Já teria por aqui dito alguma vez que me encontro em processo de transformação. Muito os blogues alheios me têm ajudado a organizar uma parte fundamental da minha vida (a casa) e a redefenir prioridades, definir melhor o que posso/consigo fazer com o meu tempo. Não que isso por si só chegue! Sinto que preciso de mais e para surpresa minha reparo (alertam-me) que algo que eu  só tinha nos meus sonhos, realmente existe e é divulgado pela internet.
Ora sonhava eu que poderia haver uma cooperação local entre vizinhança de troca de serviços sem cobrança dos mesmos, tendo em consideração que cada um de nós terá sempre algo a mais que o parceiro do lado que o poderá beneficiar (e vice-versa). E para meu espanto já existe algo do género, que por eu estar a "dormir" não sabia da sua existência: O Banco do Tempo.


Foto de perfil

Por outro lado, a cooperação entre pessoas (maioritariamente mulheres) que também se entreajudam e partilham ensinamentos, tendo como base a proposta de um mundo mais auto-suficiente, a busca de alternativas que nos ajudem a estar em maior comunhão com a natureza por forma a criar um mundo melhor para os nossos filhos. Estou a falar das Mães de Transição.

Para além disso, e como forma de combater o consumismo da sociedade, prevendo uma melhor partilha de bens que ainda podem ser reaproveitados, eliminando o mais possível o factor "dinheiro" , temos vários sites de trocas, como por exemplo o Ecotrocas.

Todos estes sites e outros estão a ser alvos de estudo (por minha parte que ainda sou muito leiga nestes assuntos).
Se quiserem acrescentar mais alguma coisa, a vossa experiência, outros blogues/sites que vão de encontro a estas ideias gostaria muito que a partilhassem, pois toda a experiência pode ser importante e útil aos outros!

Sobre o pão


Confesso que sempre me fazia muita confusão a quantidade de pão que por vezes me sobrava e eu por "desgoverno" não conseguia dar vazão. Vai daí que quase invariávelmente ficava "esquecido" nos sacos, até entregar a alguém com galináceos que os aproveitava na sua alimentação ou até ganharem bolor e eu mesma os deitar ao lixo.
Pois isso acabou!
Para além de congelar pão para ter de reserva quando de repente me vejo desfalcada, já tenho feito pudim de pão, "ninhos de ovos" com espinafres no forno e, mais recentemente, com a aquisição do meu robô de cozinha, uso o pão "duro que nem pedra" para fazer pão ralado que coloco depois em frascos reutilizados (sim, não servem só para a compota). Num deles misturei oregãos e é só sentir o cheirinho quando se abre o frasco.
Depois coloco a receita dos "ninhos"  e do pudim de pão.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Arroz de pato (?)



Por vezes dá-me para fazer arroz de pato. Só que não leva pato! Leva perú que fica bem mais em conta! Por norma e para dar uma dose para aproximadamente 4 pessoas (somos só dois adultos, mas dá para levar para o trabalho) compro uma perna de perú.
Cozo a perna de perú com cebola, sal, loureiro e pimentão doce.  Reservo a água de cozedura e deixo o perú esfriar para desfiar completamente. Depois faço um refogado e deixo a cebola estalar. Junto o perú desfiado e a quantidade pretendida de arroz (bem medida). Deixo fritar um pouco no azeite e junto a água em que cozi o perú (normalmente o dobro da quantidade que coloco de arroz). Deixo cozer só um pouco (não deixar a água desaparecer completamente )e depois verto tudo para uma assadeira à qual posso acrescentar por cima chourição e queijo ralado. Vai ao forno acabar de cozer e gratinar!
E temos uma imitação de arroz de pato (bem mais económica)!

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Bolo de maçã



Adaptei também uma receita de bolo de ameixa e fiz com as ditas maçãs. Curiosamente apesar de tudo não sei qual a variedade destas maçãs. Para quem me puder esclarecer, elas são cor de rosa por dentro.
Ingredientes:
350 gr de maçãs descascadas e fatiadas
3 ovos
125 gr manteiga
125 gr farinha

Forrar uma forma com papel vegetal . Por cima do papel polvilhar com açúcar e colocar as maçãs fatiadas. Num recipiente misture a manteiga com o açúcar, os ovos inteiros e a farinha e coloque sobre as maçãs. Levar ao forno a 180º C e deixar arrefecer antes de desenformar.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Compota de maçã com amêndoa



As maçãs chegaram por intermédio de uma colega! E eram tantas que não me parecia que as comeria por si só! Por isso, ala fazer compota! E esta tem brinde!

Ingredientes:
1 kg maçã
1 kg açúcar
125 ml água
1 pau de canela
2 cravinhos
amêndoa laminada

Numa panela grande (comigo quando começava a ferver vinha sempre por fora) colocar todos os ingredientes com as maçãs devidamente descascadas e descaroçadas.  Assim que começar a ferver baixar o lume e ir mexendo de vez em quando. Ir retirando também com uma escumadeira a espuma que se vai formando à superfície. Quando estiver bem cozido, retirar o pau de canela e passar a varinha mágica. Juntar as amêndoas laminadas. Deixar ferver até atingir o ponto de estrada.  Depois é só colocar em frascos esterilizados ( esterilizo os meus no microondas na potência máxima durante 10 minutos com um fundinho de água) e deixar esfriar com os frascos virados para baixo para criar vácuo.

sábado, 11 de agosto de 2012

Mousse de menta



O aniversário não constou só de bolo a nível de doces!
Fiz também uma mousse de menta. Eu que não sou muito dada a mousses, estas diferentes puxam-me ao paladar. E é tão simples de fazer!

Ingredientes:
6 ovos
1 caixa de chocolate after eight
100 gr de chocolate de leite

Derreter ambos os chocolates em banho maria, ir mexendo devagarinho à medida que derrete.
Separar as gemas das claras e batê-las em castelo.
Misturar as gemas ao chocolate derretido e depois envolver as claras  misturando tudo muito bem. Levar ao frio umas horas. Decorar a gosto!

Bolo de chocolate


Esta semana ouve festa! O marido fez anos. Mesmo a nível de aniversários vamos tentando ter um pouco de contenção nas despesas. Vai daí este ano, no aniversário dos que me são muito próximos, tenho eu feito os bolos. E felizmente têm-me calhado bem.
Para o marido fiz um bolo de chocolate. Estava um pouco receosa, pois ao sair do forno parecia-me estar um pouco seco, mas não. Apesar do aspecto firme o seu interior estava bem agradável.
Aproveitei a receita dos popcakes que já tinha feito uma vez pois lembrei-me que o bolo em si saiu de um tamanho bem razoável e eu  tinha 10 pessoas em casa para comemorar....
Ora cá vai a receita (retirada do blogue da Joana Roque)!

Ingredientes:
6 ovos
75 gr de chocolate em pó
1 dl de água quente
250 gr de farinha
300 gr de açúcar
3 colh. chá de fermento em pó
1 colh. chá de sal fino
1 dl de óleo
1 colh de sopa de açúcar para as claras

Dissolver o chocolate em pó na água quente e deixar arrefecer.
Noutro recipiente misturar a farinha com o açúcar. Misturar as gemas, a mistura de chocolate e água já fria, o óleo, o sal e o fermento. Misturar muito bem com a colher de pau e depois bater bem durante alguns minutos.  Foi aqui que fiquei assustada com a consistência! Mas ainda faltavam as claras...
Bater bem as claras em castelo misturar o açúcar no fim. Juntar ao preparado anterior envolvendo bem com a colher de pau.
Levar ao forno a 180ºC. Decorei com um suposto creme de pasteleiro. Não creio que a parte do creme tivesse  ficado bem, por isso para já não deixo a receita.

domingo, 5 de agosto de 2012

Dicas ...

Quem tem gatos (ou cães) como eu pela casa... pelos sofás.... pelas colchas da cama... a roçar nas nossas calças pretas... sabe a quantidade de pêlos com que tem que lidar diáriamente. Agora imagine que não tem estes fantásticos "rolos tira pêlos"

Podemos usar uma escova de cabelo enfiada num collant velho. Friccionando nos tecidos, a electricidade estática prenderá os pêlos no collant


quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Bolo de Tomate com bagas goji


As coisas por aqui têm andado difíceis a nível de tempo. Muito trabalho (graças a Deus, diria muita gente!) e algum desânimo por não estar a conseguir organizar o tempo como gostaria (quem disse que veterinária é dona do seu próprio tempo?) fez com que um fim de semana se reduzisse apenas a isto: Um bolo de tomate! Qual casa, quais arrumações, qual descansar? Só me sobrou o Domingo à noite que não me predispõe para assuntos de organização e limpeza. E fui afogar mágoas para o fogão antes de ir dormir.
Esta foi uma receita adaptada da Bimby. Como não "bymbamos" cá por casa foi feito à la maneira do costume. As ditas bagas estão incluidas na receita para quem quiser experimentar. Eu não as tinha e acho que ficou bom mesmo assim. E quem se esteja a perguntar pelo "raio da ideia" de fazer bolo de tomate, experimente.... vai ver que não se sente nada!

Ingredientes:
200 gr tomate
5 paus de cravinho
1 colh. sobremesa de bicarbonato
50 gr. bagas goji
vinho do Porto
60 gr margarina
150 gr açúcar amarelo
1 colh. sobremesa de canela
2 ovos
150 gr farinha para bolos

"Demolham-se" as bagas em vinho do Porto. Deixa-se macerar.
Retirar a pele ao tomate, cortar em pedaços e juntar o cravinho. Colocar no copo misturador e tritura-se com a varinha mágica. Adiciona-se o bicarbonato de sódio mexendo com um garfo. O tomate começará a formar bolhas.
À parte, misture o açúcar e a margarina. Junte os ovos e a canela. Adiciona-se o tomate, a farinha e as bagas depois de escorridas.
Vai ao forno a 180ºC, ir verificando cozedura com um palito....


quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Anúncio

Tenho andada ocupada a organizar o lar (e já tenho fotografias para depois partilhar tudinho aqui!), a fazer compotas (benditas cerejas, ameixas e pêssegos da família!), a experimentar receitas vegetarianas (obrigada pela dedicatória no livro Gabriela) e a costurar algumas coisinhas.

Se a tudo isto juntarmos o trabalho e a família, dá para perceber porque é que só cá venho anunciar sobre o que vou escrever e não escrever mesmo! :-)

Mas está para breve, me aguardem! :-D

Imagem retirada da net

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Espetada de salsichas

Claro que mais uma vez vi esta dica num blog. Fez-me lembrar comida de criança e ...  tinha que experimentar.


Espetar rodelas de salsicha em esparguete.
Fazer um refogado até a cebola ficar translúcida e juntar tomate bem picadinho. Deixar apurar. Juntei ainda pimentos aos cubinhos (verde e vermelho). Juntei um pouco de vinho e temperei com sal e pimenta. Acrescentei um pouco mais de água e coloquei o esparguete. Deixar cozinhar.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Dica sobre ferro de engomar


Quem por norma passa a ferro já sentiu o mesmo "prender" na roupa, como se não deslizasse bem. Para remediar essa situação podemos esfregar regularmente a parte de baixo com um pouco de sal fino. Em alternativa (a que eu sempre usei)  enquanto o ferro está quente, passo na parte de baixo uma vela (que irá derreter) nas zonas mais sujas e depois passo o ferro num pano limpo para retirar a sujidade.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Mais dicas sobre... roupa


Ora aqui está o livro de onde tenho retirado as  ultimas dicas : "Truques e dicas das nossas avós" de Nicolas Priou.
Traz sem dúvida muitas coisas interessantes e foi onde encontrei as próximas dicas que deixo aqui:

Como retirar pastilha elástica colada à roupa
Coloque a peça de roupa numa superície plana e cubra a pastilha elástica com cubos de gelo para endurecer, o que fará com que descole mais fácilmente. Depois é só puxá-la com cuidado.

Como retirar tinta de esferográfica
Embeba em leite a parte manchada e esfregue com força até a nódoa desaparecer. Repetir se necessário.

Como retirar nódoas de vinho
As dicas são várias: desde fazer uma "bola" com um pano onde embebemos detergente da louça, vinagre e água, colocando sobre a nódoa e esfregando-a com suavidade (colocar depois a lavar)...
Entornar vinho branco sobre as nódoas de vinho tinto e lavar suavemente com uma esponja até esbater bem a nódoa e colocar na máquina...
Usar leite quente nas toalhas de algodão, esfregando enérgicamente e passando por bastante água...
Molhar a nódoa de vinho com água gaseificadae passar com uma esponja até a nódoa quase desaparecer...

Como retirar nódoas de maquilhagem
A melhor maneira de retirar nódoas de base ou batom será pulverizar com laca para o cabelo e colocar de seguida na máquina de lavar.

Como retirar nódoas de óleo
Esfregar as nódoas com manteiga antes de as limpar. Depois salpicar com essências de terebintina e em seguida lavar à mão. Repetir se necessário.

Como retirar nódoas de bolor
Molhar as nódoas e esfregá-las com uma toalha embebida em detergente ou com uma esponja impregnada em bicarbonato de sódio. Passar por água com vinagre e lavar na máquina.

Como retirar nódoas de fruta
Embeber as nódoas em sumo de limão antes de colocar na máquina...

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Gelado de banana super-fácil!!!


Chega o calor abrasador e sabe bem refrescar, por dentro e por fora.

Ora eu sou daquelas pessoas que come gelados todo o ano, especialmente no Inverno (no Verão derretem mais rápido e não se usufrui tanto!), por isso imaginem a minha alegria quando descobri como fazer gelado de banana de maneira a não precisar de picar gelo, não ter de misturar várias vezes para não ganhar cristais e não ter que gastar dinheiro a comprar formas próprias!!!

Basta pegar numa banana, descascá-la, colocar num recipiente que possa ir ao congelador/arca, colocar no congelador/arca e esperar que congele.

Banana congelada

Quando já estiver congelada, é só retirar do recipiente em que se congelou, cortar em pedaços pequenos com uma faca (como as delícias do mar congeladas) ou parti-la mesmo com as mãos,e comer!!! :-)

Claro que, se forem gulosos como eu, vão querer fazer um gelado cremoso. Para isso basta misturar a banana em pedaços na misturadora com um pouco de leite magro (dica para vegans e intolerantes à lactose: acho que também deve dar com leite de soja. Quando experimentarem, digam como ficou) e já está!

Gelado de banana com leite magro e banana congelada

Se forem como o N., que é homem de batidos, façam a mesma coisa, mas com leite morno ou deixem descongelar um pouco no frigorífico, que fica bem mais líquido!

Batido de banana = gelado de banana descongelado no frigorífico

Não só não dá trabalho, como tem poucas calorias, é bom para os músculos (a banana tem muito potássio, essencial para evitar cãimbras), é refrescante e saciante ao mesmo tempo, serve para aproveitar aquelas bananas que estão a ficar maduras demais (para variar dos batidos com iogurte onde elas costumam ir parar) e é super-barato!!!

Experimentem e bom apetite!

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Vou comprar uma caixa de aspirina ... para a roupa!


Ora eu que por vezes ando às voltas com as nódoas de sangue, sejam com as minhas batas ou as do marido, nunca me tinha lembrado desta. Vou começar a alternar o paracetamol com o ácido acetilsalicílico para ter algo mais para me auxiliar na lide da casa.
A justificação é que a aspirina é um "diluidor" do sangue, logo se a diluirmos num copo com água e o vertermos em cima da nódoa ela terá o mesmo efeito que no nosso sangue. Depois é só esfregar um pouquinho a roupa e colocarmos a lavar normalmente!

Tenho uma série de outras dicas para nódoas que atempadamente colocarei aqui. Assim como a foto do livro de onde estou a tirar estes apontamentos!

terça-feira, 10 de julho de 2012

Sobre os ovos....


Sabia que....

-Pode ainda salvar um ovo rachado para cozedura se esfregar a casca com um limão cortado ao meio!

-Se deitar na água de cozer alguns fósforos usados ou algumas gotas de vinagre evita que os ovos estalem!

- Umas gotas de vinagre também servem para aglomerar a clara à volta da gema quando queremos escalfá-los!

- A clara do ovo também serve para "apanhar" as impurezas do óleo de fritar quando lá colocada com o óleo quente. Depois é só retirar a clara (já cozida) com uma escumadeira!

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Aloe Vera

Já antes tinha mencionado num post as qualidades do aloe vera. Podemos aproveitá-lo como mezinha para hidratar a nossa pele ou para recuperação de feridas, queimaduras, como já tenho feito inclusivamente com animais.
Para quem não conhece, o aloe vera, é um cacto carnudo. Também é conhecido como babosa, pelo seu interior ser tão viscoso, como baba:
Eu utilizo-o assim:
Corto uma folha que me pareça que vai dar boa quantidade de líquido.

Fatio-a no seu comprimento como se fosse uma Baguete e retiro o recheio com uma colher (ou mesmo com uma faca) para um copo misturador.

Depois passo a varinha mágica e o líquido fica parecido com claras em castelo, mas mais espumoso, e não tão firme.

Claro que pudemos usá-lo directamente, mas desta forma rende mais. Depois como normalmente não uso todo o líquido de uma vez, coloco numa caixinha no frigorífico. Depois é só aplicar na pele devidamente limpa (ou no caso do animal, o mais limpa possível). O líquido não  parece durar muito tempo no frigorífico. Ao cabo de uns 4 dias já tem uma côr duvidosa e já não uso mais. Mas é sem dúvida um bom hidratante, como o aplico sem luvas as minha próprias mãos notam bem a diferença...